segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Perdoei-te. Ando a tentar fingir que nada se passou, e também ando a esforçar o meu coração a não se machucar ainda mais. Estou magoada, mesmo depois de tudo, tu traiste a minha confiança. E eu ainda nem acerdito que te perdoei isso. Eu conheco-me, e à ums mêses atras tinha logo acabado tudo, mas desta vez não consegui. Eu preciso de ti, sempre precisei. Eu nunca amei desta maneira, tão intensa e ao mesmo tempo natural. Fazes-me estar bem e esquecer tudo. As coisas ainda não tão bem, mas isso vai vir. Sabes porquê ? Porque eu te amo pequenino.

2 comentários: