quinta-feira, 13 de outubro de 2011

I need you, but you aren't here.

Hoje sinto a nessecidade de escrever para ti. Na realidade eu só criei este blog para desabafar e para poder estar um pouco mais perto de ti, para tu saberes aquilo que eu sinto. Mas até hoje nunca tive a coragem nem a força de publicar algo dos textos que escrevi para ti. É dificile. Escrevo sobre tudo menos sobre ti. Talvez, por me costar ou por eu não querer realizar que isto não passa tudo dum pessadelo. Dentro de 1 mês e alguns dias vai fazer exactamente 3 anos desde o teu coração parou de bater. Por mais que não ademita eu sinto cada vez mais a tua falta. A falta dos teus conselhos e do teu carinho. Tu deixaste-me. Se calhar foi melhor ires para aí onde estas, em vez de continuares a sofrer aqui. Sempre fui forte, soque desde que te perdi já não vejo sentido nenhum em nada. Contigo também perdi a minha alegria, a minha força.. Tudo! Desde que me consigo lembrar tu sempre me apoiaste em tudo, sempre me deste carinho e amor. Foste sempre aquilo que eu alguma vez queria vir a ser. Eu gostava de poder dizer que sou tão forte como tu, mas a verdade é que não o sou. Sou fraca! Tu de certeza que não querias que eu estivesse assim, mas não consigo estar bem sabendo que te perdi. O tempo vai passando sem eu me apreceber disso, mas a dor continua a aumentar. A única coisa que me resta de ti são recordasões. O que eu mais queria era poder saber que estas orgulhosa de mim, por não abandonar. Perdi tudo, mas não vou abandonar. Vou lutar até ao fim. Nunca deixei nada a meio. Gostava de te poder abraçar uma última vez, e de acima de tudo me poder despedir de ti. Eu sei que não tenho o direito de dizer isto, mas tu foste egoista. Foste-te embora sem pensares o quê que poderia a vir ser de mim, não pensaste nisso. Eu isso ainda não te perdoei. Sim, eu nem sempre fui justa para ti, nem sempre fui uma filha correta, e peço-te mil vezes desculpas por isso. Perdoa-me por todo o mal que alguma vez te fiz, nunca te quis magoar. Tenho saudades tuas, cada vez mais.
Amo-te por tudo, mãe!

1 comentário:

  1. está lindo!
    mas tem muita força querida, nunca desistas de sorrir! (:

    ResponderEliminar